jump to navigation

Pros/Cons Tuesday, August 31, 2010

Posted by Ágata in Textos aleatórios.
add a comment

Porque é bom trabalhar de madrugada: não tem ninguém te ligando pra encher o saco e atrapalhar o trabalho

Porque não é bom trabalhar de madrugada: as pessoas passam a te ligar enchendo o saco atrapalhando o seu sono!

Advertisements

Sunday, August 29, 2010

Posted by Ágata in "Querido Diário".
2 comments

Cheguei aqui toda empolgada pra falar do meu sonho (bizarro, só pra varias, mas da variação bizarro de alguma forma legal) (e que eu tenho certeza que tem alguma coisa sobre a qual eu ainda tenho que perceber), mas assim que eu cheguei aqui bateu um pensamento de pra que, pra quem mesmo…

E ai deu uma desanimada, rapaz…

Mas tudo bem, já passa :)

Te busque Saturday, August 28, 2010

Posted by Ágata in "Querido Diário", Música.
add a comment

I’ve been high I’ve been low
I’ve been fast I’ve been slow
I’ve had nowhere to go
Missed the bus missed the show
I’ve been down on my luck
I’ve felt like giving up
My life locked in a trunk
When it hurt way too much
I needed a reason to live
Some love inside me to give
I couldn’t rest I had to keep on searching

I’ve been too sad to speak and too tired to eat
Been too lonely to sing the devil cut off my wings
I’ve been hurt by my past but I feel the future
In my dreams and it lasts

Te busque de bajo de las piedras y no te encontre
En la mañana fria y en la noche te busque

I’m going where the wind blows (more…)

Don’t look away Wednesday, August 25, 2010

Posted by Ágata in "Querido Diário", Pensando....
add a comment

Quarta-feira sempre me anima porque é dia de dançar, de chegar em casa com o pé doendo e tomar o banho mais gostoso do mundo. Especialmente hoje, que deu pra brincar com véu e se divertir com mais um monte de coisa.

E hoje especialmente ainda teve CCBB pra assistir a peça da PeQuod, que foi boa pra caralho, e cada vez mais eu percebo o quanto teatro é um tipo de arte que tanto me impressiona, e que eu acho que nunca vou entender.

Tudo pra ser um grande dia. E ainda assim…

Alguma coisa em algum lugar simplesmente não assentou bem. Algo bateu onde não devia bater ou soou de um jeito que não devia soar. Uma sensação estranha, uma energia que não devia estar lá, um pensamento que não tinha porquê acontecer, mas aconteceu nonetheless.

E agora eu tô aqui pensando, pensando, pensando, com toneladas na cabeça.

E por coisa que eu nem sei se vale a pena. Ah, saber definir se as coisas valem a pena ou não, coisinha difícil.

Vamos ver amanhã o que emerge desse turbilhão. Espero que seja algo bom. Se não for, vou ter é que ver o que é que eu vou fazer…

Out Of The Arm Of One Love… – Bukowski Tuesday, August 24, 2010

Posted by Ágata in Citações, Poesia.
add a comment
(…)
it is much more pleasant to make love
along the shore in Del Mar
in room 42, and afterwards
sitting up in bed
drinking good wine, talking and touching
smoking

listening to the waves…

I have died too many times
believing and waiting, waiting
in a room
staring at a cracked ceiling
wating for the phone, a letter, a knock, a sound…
going wild inside
while she danced with strangers in nightclubs…

out of the arms of one love
and into the arms of another

it’s not pleasant to die on the cross,
it is much more pleasant to hear your name whispered in
the dark.

To be better Monday, August 23, 2010

Posted by Ágata in Pensando....
add a comment

As vezes a vida me impressiona de um ou de outro jeito em específico. Porque impressionar ela sempre impressiona, e eu fico feliz de ainda conseguir fazer isso. Mas é engraçado, eu tenho mudado de atitudes, pensado em outras coisas de outros jeitos, e começa a parecer que eu tenho enxergado muito mais longe e muito mais nítido do que meus olhos míopes e astigmáticos me permitem, pela primeira vez e com tanta frequencia e tanta força.

É… é uma coisa diferente. É como quando eu coloquei os óculos sujos do meu pai que eu estava limpando, na festa junina do colégio de quinta série da Thamires, e descobri que com eles o mundo todo ficava muito mais nítido, exceto que naquela hora me descobrir míope não foi tão assombroso – a gente é criança, e tudo que é assombroso era muito mais simples. Dessa vez é diferente, é um canal aberto. É ver como tudo vai se ligando.

Eu tenho enxergado e aprendido muito com os outros, com as ações e omissões que eu vou vendo, com os conselhos que eu vou dando e que só na hora que saem da boca eu percebo o quanto são válidos e o quanto aquilo é importante e é algo que eu também não posso esquecer. E eu tenho tentado não esquecer, e eu tenho tentado aplicar e aprender. (more…)

Ah… Thursday, August 19, 2010

Posted by Ágata in "Querido Diário".
add a comment

Tem dias que você acha que tem de tudo e mais um pouco pra ser uma grande duma porcaria. O que estava planejado fura, o celular não te acorda, você perde a hora, fica pensando em deixar tudo pra lá e não botar o pé pra fora de casa que é melhor.

E aí, contrariando todos os maiores instintos de proteção e de preguiça, você se esforça e sai assim mesmo, mesmo que seja pra ir pra puta que pariu do Fundão pra chegar no fim da aula só pra pegar xerox pras aulas de semana que vem, pra ficar lendo no ônibus, ó porque você resolveu que as coisas são importantes e você vai ter que se esforçar por elas por mais burro que isso pareça. Só porque você se conhece o suficiente pra saber que a preguiça seria boa, mas você se puniria por ela.

E aí, de repente, o dia é ótimo.

E dá pra descobrir que a única pessoa conhecida da aula conheceu outra das únicas pessoas ainda conhecidas da faculdade, e que um trabalho pra próxima semana então já tem você no grupo, e receber trabalho pra fazer que significa dinheiro pra ganhar, e ir correndo prum chamado de cinema passar duas horas olhando pra cara do Nicolas Cage e rindo das referências de Magic e Fantasia, almoçar pipoca porque não deu tempo de comer outra coisa, e rir demais do Stallone enquanto come chocolate e vê caras explodindo. E ainda dá pra voltar pra casa a pé, ver a noite cair, dar risada da vida e concordar que as vezes ela é mesmo uma merda, ouvir de alguém o quanto você é importante (vai, quem não gosta disso?), brincar com os bichinhos, ouvir uma música boa, treinar um pouquinho mais os movimentos que fazem o seu tronco todo doer, e estar no Rio de Janeiro.

E aí a gente suspira, e respira bem fundo, e se pergunta o que mais podia querer.

Eu…

Eu até quero umas coisinhas a mais, sempre.

E eu vou lá até conseguir.

Mas seja lá o que eu tiver, tendo a mim mesma de novo, eu sei que os dias vão sempre ser bons ^^

Owari to Mirai Thursday, August 19, 2010

Posted by Ágata in Música.
add a comment

Even if they are not true, I’m now able to believe that there’s a sense in what I believed

I am.

And I don’t want to lose faith in myself never again.

Notas Wednesday, August 18, 2010

Posted by Ágata in "Querido Diário".
add a comment

-> Lembrei porque a faculdade de Letras me irritava tanto. São os alunos.

-> E os alunos de inglês conseguem ser ainda mais metidos, chatos e cabeças-de-vento do que os de qualquer outra língua (“ah, eu já fazia inglês e sou monitor no CCAA, então achei que a faculdade ia ser fácil… mas quando cheguei aqui nem gostei não”)

-> Preciso arrumar mais alguma aula pra sexta-feira. Ligeira impressão de que ter que ir pro fundão em plena sexta pra fazer uma matéria que eu já fiz antes não vai dar muito certo.

-> Ao menos acertei na mosca com a professora de Linguistica IV, vai ser praticamente análise do discurso \o/

-> Austríacas são legais (e mto mto bonitas)

-> Vou levar um longo e doloroso tempo até me acostumar a dormir ante das 2h30 e acordar antes das 11h…

-> Tem pessoas e tem lugares que sempre fazem bem pra gente. Nossa, que saudades que eu tava do Clube da Leitura

->1h30? Já?!? E eu já tenho que dormir? Oh shit…

The Onset of Chaos Wednesday, August 18, 2010

Posted by Ágata in Citações, Pensando....
add a comment

But what of faith?

What of fidelity and loyalty? Complete trust? Faith is not granted by tangible proof. It comes from the heart and the soul. (more…)