jump to navigation

Março Thursday, February 28, 2008

Posted by Ágata in Pensando....
1 comment so far

Feveireiro já praticamente acabou, né?

Engraçado isso… é clichê falar que “nem vi o tempo passar”, mas esse ano está sendo mesmo um bocado estranho, mas num sentido bom eu acho. Ainda assim, já é março… muitas aulas já voltaram, as minhas voltam segunda. Daqui a pouco é Páscoa. Daqui a um pouco mais faz um ano já que eu estou na Lersch. Mais outro tanto, meu aniversário de 20 anos… ai meu Deus.

E eu ainda não sei absolutamente o que fazer com esse 2008, tão cheio de planos e por enquanto tão surpreendente a respeito da maioria deles.

Mas com dois meses, posso falar que esse ano tem sido intenso. Muito, muito intenso, tanto em momentos bons quanto em algumas ondas arrebatadoras. Sentimentos de orgulho, de amizades fantásticas, de crescimento – de um jeito estranho, mesmo que ele não tenha acontecido agora, é agora que eu estou percebendo, e vendo um pouco como alguns olhos de fora enxergam. Algumas realizações. Muitos passeios. Fatos aleatórios, como o carnaval, coisas que eu não imaginava que ia fazer, coisas que eu não imaginava que ia fazer de novo.

Então dos primeiros 60 dias de 2008, as palavras são:

Intenso. Turbulenta por dentro (totalmente). Profissional (pudera, até agora quase só fiz trabalhar). E muuuuuuuuuuita preguiça…

Falando em preguiça, ai… maldito dvd de treinamento, Halliburton! Empurra com a barriga, quem eu?

Advertisements

Jean-Paul Sartre Wednesday, February 27, 2008

Posted by Ágata in Citações.
add a comment

“Não importa o que fizeram de mim, o que importa é o que eu faço com o que fizeram de mim.”

(que veio com o comentário “lembrei da gente na hora!” da Thais – e pior que é verdade)

(o que eu ando fazendo com o que fizeram de mim?)

Zero Assoluto – Mezz’ora Tuesday, February 26, 2008

Posted by Ágata in Música.
1 comment so far

Ma so che la sera tutto funziona
e che se cerchi una risposta forse ti arriva

è l’atmosfera che ti trasporta
verso la voglia che ti torna un’altra volta,
meglio la sera fuori dal mondo,
mentre il mondo mi gira tutto intorno

tra me e me che penso a quello che mi aspetta
in questa sera che mi gusto senza fretta.
Per ogni giorno che passerò
spero che possa riavere questa voglia che ho
visto che so che questo cielo si dimentica
e troppo in fretta ma…

So che prima o poi passerà stasera,
e che tutto ritornerà com’era.

sarebbe bello durasse almeno mezz’ora…
comunque andrà dovrà tornare com’era…
sarebbe bello che durasse almeno mezz’ora.

Tutti si dimentica troppo in freta…

Voglio più di mezz’ora

Um pequeno momento de braveza Monday, February 25, 2008

Posted by Ágata in "Querido Diário".
1 comment so far

Então que hoje foi o testezinho pra nivelamento pro curso preparatório pro concurso de tradutor juramentado, curso este que é oferecido pela PUC-Rio e que uma das organizadoras é ex-professora minha da faculdade, me deu aula no segundo período.

Então que eu sei muito bem que meu currículo não impressiona, que o mercado de tradução principalmente de inglês é uma panelinha de comadres já saturada de gente, e que a maioria das pessoas que também estava lá deve ter mais anos de experiência do que eu tenho de idade.

Então que eu sei muito bem que não aprendi a traduzir em nenhum curso caro e que não tenho nenhum documento comprovando a minha capacidade.

Mas eu sei que não tenho documento, não tenho curriculo e não tenho tanta experiência, mas desde que eu entrei naquela droga de faculdade é sobre tradução que eu estudo, é sobre tradução que eu leio, é sobre tradução que eu assisto palestras, e desde que eu comecei no estágio até virar tradutora externa como sou hoje, eu sei que aprendi muito. Eu sei que eu sou boa nisso. De verdade. Eu sei que é o que eu quero fazer. É minha profissão, e quanto a isso eu ajo sempre da forma mais profissional possível.

Daí que ouvir a professora me chamando de canto depois que eu fiz a provinha pra perguntar qual era minha experiência e formação e sugerindo gentilmente que meu lugar não era ali, e sim no curso básico, foi algo que me deixou muito puta.

Ela tem todo o direito de duvidar da minha capacidade como tradutora, porque isso a prova que eu fiz vai mostrar o quanto eu sou boa, e eu sei que mostra. Agora, ela não tem direito de duvidar do meu profissionalismo só por eu ser nova, e muito menos me tratar como se eu fosse uma ex-aluna patricinha que acabou de sair do CCAA e não tinha mais o que fazer, por isso resolveu ser tradutora e tentar o curso de tradutor juramentado.

Eu posso talvez não ser mesmo boa o bastante pra um curso desses ainda, e realmente não faço idéia de como eu vou pagar, mas quero ser vista e tratada no mercado como a profissional que eu sou, e não como uma ex-aluninha adolescente.

Pronto, passou a bronca u_u

Ágata diz: Sunday, February 24, 2008

Posted by Ágata in Textos aleatórios.
2 comments

isso não fez muito sentido, fez?
Rafael         [ angels with silver wings shouldn’t know suffering ] diz:
bom, mais ou menos
parece que vc tem um problema que vc não sabe qual é, então não sabe como resolver
Rafael         [ angels with silver wings shouldn’t know suffering ] diz:
é mais ou menos isso?
Ágata diz:
é
Ágata diz:
é isso

(viu, não é tão difícil)

E a frase da noite foi… Sunday, February 24, 2008

Posted by Ágata in "Querido Diário".
add a comment

“Eu bebo pra ficar ruim mesmo, se fosse pra ficar bom eu tomava remédio”.

Mentira, esse foi o resumo da noite. A frase da noite veio do Montanha: “Da próxima vez, vê se não tenta se matar”. Vou tentar, juro que vou tentar. Mas agora já tá tranquilo… self-destruction mode off.

Gratidão incomensurável à Pitty, ao Marinho e ao Montanha. Nossa, a cena deles me levando pra tomar ar na varanda e principalmente me levantando do chão da varanda é uma das poucas coisas que eu lembro e acho que uma das únicas que eu não vou esquecer.

Tô ruim pra cacete. Meu estômago dói.

Eu disse que queria me estragar… estragei-me.

Its Friday, I’m in love Friday, February 22, 2008

Posted by Ágata in "Querido Diário".
add a comment

A Nathasha me passou um link pra ver qual seu Deamon. Eu postaria o link pro meu resultado aqui e tals, mas acontece que o site ficou tão lerdo, mas tão lerdo nesse computador que até me desanimou. A cada dia minha vontade de jogar esse pc pela varande cresce mais e mais. Mas só pra que fique registrado, o resultado foi um macaco chamado Philotheus. Eu gostei do nome dele. Amigo dos deuses…

(sim, eu adorava as aulas de grego)

Travando uma batalha psicológica pra deixar de preguiça e de ficar a toa na internet e começar a trabalhar com os DVDs, fazer pelo menos todos os prints que é o mais chato e que dá mais trabalho. Mas cadê a coragem? Da vontade de sentar no pufe e ler, de pensar no almoço, de tudo, menos de pegar no raio do DVD.

Mas tuuuuuudo bem, sabe. Porque hoje é sexta. O fim de semana está aí, e eu estou louca pra me estragar e compensar todo o trabalho + doença do fim de semana passado. Hoje ainda não tenho idéia do que fazer, nem se tem algo pra fazer, e amanhã eu prometi ir ao show do Toquinho e à Starfuckers, e agora tenho que pensar em como contrariar a lei da física que diz que não se pode estar em dois lugares ao mesmo tempo. Domingo, se tudo der certo, vai ser recuperação, um pouco de trabalho e jogo do Botafogo x Flamengo na TV – segunda feira no trabalhovai ter gente sendo zoada, resta saber se vou ser eu e os outros três botafoguenses ou o resto da empresa inteira.

É, é isso aí. Chega de enrolação. Rigger Roy me espera…

Elisa – Stay Friday, February 22, 2008

Posted by Ágata in Música.
add a comment

Would you want to know what I’ve been through?
Through all this time… all this time
Would you want to know that I missed you
And I had you on my mind
And you’ve been and you will be a part of me
That I can’t find
And you’ve been forgiven for your silence
All this time when I would have said

Wait, and please stay
Did you mean to push me away?
Please wait and just say
Is there a way that could replace
The times you never said
How’ve you been?
Do you need anything?

Não… eu acho que não.

Agora sim, uma apresentação Thursday, February 21, 2008

Posted by Ágata in "Querido Diário".
1 comment so far

Blá blá blá, é a tentativa n°. 568 de fazer um blog e mantê-lo atualizado (e isso contando só desde que eu vim pro Rio). Mas enfim. Fiquei em dúvida se tentava criar esse ou se continuava o antigo, mas resolvi por esse. Primeiro porque é mais fácil começar um novo, o wordpress tem uns aplicativos bacanas e fáceis de usar (enquanto o blogger é um saco, não dá pra ficar cinco minutos escrevendo que ele já perde a sessão), e também porque o wordpress é bonitinho XD

Mas principalmente porque eu prefiro deixar o outro para trás, como a lembrança que ele é. Andei nostálgica esses tempos, e tenho pensado muito nessas coisas que eu carreguei comigo nesses anos dos 13, 14 até quase os 18. São lembranças boas, mas eu sinto que a maioria delas não faz mas parte de quem eu sou hoje, não do mesmo jeito pelo menos. Então que fiquem lá pra que eu possa me lembrar e apreciar, mas eu vou ver o que consigo criar de coisas novas. :)

É, então é isso aí. Não vou me apresentar e tals, nem dizer que não sei bem quando vou aparecer nem sobre o que vou escrever, e nem já deixar avisado que graças ao trabalho devo ter períodos de sumiço (tá, acabei de avisar). Mas, bom, fica aí meu oi. Espero gostar de escrever aqui.

Sejam bem-vindos, sintam-se em casa, e já vou avisando que eu não ofereço água pra ninguém não, pode ir lá na geladeira buscar :)

The book thief [2], Marcus Zusak Thursday, February 21, 2008

Posted by Ágata in Citações.
add a comment

Don’t make me happy. Please, don’t fill me up and let me think that something good can come of any of this. Look at my bruises. Look at this graze. Do you see the graze inside me? Do you see it growing before your very eyes, eroding me? I don’t want to hope for anything anymore.