jump to navigation

Vontade de escrever Saturday, November 5, 2011

Posted by Ágata in "Querido Diário".
add a comment

Oi, blog.

Você ainda está por aqui, né? Que bom.

Ando com vontade de escrever. Mas escrever pra valer, escrever como eu nunca escrevi antes. E vontade também de ler, mas não consigo organizar os livros pra achar um que vá me agradar. É difícil as vezes achar algo assim. Acho que vou pegar algum Steinbeck emprestado do Marcos, ou reler o A Leste do Éden ou o livro de contos do Fitzgerald que tá parado tem um tempão. Vontade dos norte-americanos clássicos ultimamente :)

Também ando com uma puta vontade de viajar. Não viajar como das últimas vezes, que foram deliciosas viagens de preguiça. Eu ando com vontade ultimamente é das viagens de aventura mesmo, de estar em um lugar totalmente desconhecido e sair andando pela rua com um mapinha na bolsa ouvindo um monte de gente falar uma língua diferente. Pena que esse tipo de viagem demanda um processo e um planejamento bem maior (aka não dá pra fazer assim que dá vontade, e eu não sou a melhor planejadora do mundo, hahahaha). Mas ainda assim, andei vendo uns destinos e passando umas vontades. Lembrei dos planos/promessas de viagens com a Rafa e fiquei lá pensando e desejando. Pensei em ir na ATA ano que vem, mas acho que vai ser pouco provável levando em conta o tanto de coisa que eu já vou ter pra organizar e fazer. Mas se rolar um dinheirinho a mais… de qualquer jeito pelo menos algo pela América Latina deve rolar. Córboda me fez ficar bastante interessada nas coisas daqui, que a gente no Brasil esquece que existem.

Coincidentemente, vi que faz um ano certinho (ok, mais um dia) desde a última vez que escrevi alguma coisa por aqui. E ainda escrevi reclamando, hahahaha. Foi um ano maravilhoso esse último. Sério. Fantasticamente maravilhoso. Se afastar de pessoas erradas e se aproximar de pessoas certas faz toda a diferença do universo, e eu não poderia estar mais feliz com as pessoas que estão a minha volta. Eu acabei me afastando de mais gente do que me aproximando, e os últimos meses foram uma pequena grande bagunça de viagem-trabalho-mudança-coisasquebrando-pagamentoatrasando, mas acho que agora vou conseguir me organizar um pouquinho mais. Tomara.

E é isso. Quando der vontade de escrever de novo eu volto, blog, já que sei que você vai ficar por aqui :)

Advertisements

Thursday, November 4, 2010

Posted by Ágata in "Querido Diário".
add a comment

E quando até seu suposto melhor amigo começa a achar que tem que se defender de você?

Eu vou ter mesmo que sempre ter uma pessoa que eu gosto correndo de mim, é isso?

Falta de confiança machuca… talvez mais do que traição, porque não é errado confiar nos outros, é errado quebrar essa confiança. Ver uma pessoa pela qual vc fez tudo agir como se você não fosse mais digno de confiança é… foda. E triste. Muito triste.

Todo começo de mês é assim Thursday, November 4, 2010

Posted by Ágata in "Querido Diário".
2 comments

Eu envio, na maioria das vezes feliz, a planilha com o resultado do meu trabalho do mês, que quer dizer quanto dinheiro vou ganhar por isso dia 25.

E daí é hora de criar a planilha do mês corrente. E eu tenho que apagar todas as informações, ver aquilo em branco e começar a pensar outra vez “ah meu deus, tenho que ganhar o dinheiro do aluguel do mês que vem de novo”.

Talvez começar a considerar uma renda fixa não seja assim uma má ideia. Ou será que todo o freelancer tem essa pontinha de agonia?

Eu sei Saturday, October 2, 2010

Posted by Ágata in "Querido Diário", Citações.
add a comment

Eu ando meio de mau humor com o mundo :)

Por conta de coisas dessa semana, da segunda, da terça, da madrugada de quarta, de ser trouxa de fazer perguntas que não se fazem, de ser uma babaca pretty much em um bocado de coisa.

Mas eu também sei que isso passa. Uma hora ou outra, passa. E pra fazer mesmo passar vou ter uma semana toda afogada num trabalho gigante e maluco bem do tipo que eu andava precisando (e que financeiramente vai ser mto bom também).

Então é isso. Peço e preciso só de paciência pro momento de raiva e decepção com o mundo e comigo mesma. É frustrante se enxergar uma idiota e tals, mas passa.

E quando passar vai dar pra dar um jeito em tudo, porque na verdade a vida anda até bem legal. É só eu superar a semana de ódio e saco cheio da humanidade :)

Eu sei, eu deveria beber. Mas pra quê? Pra achar essas pessoas legais? Pra suportar o insuportável? Sou cínica demais pra dar esse gostinho ao mundo.

Friday, September 24, 2010

Posted by Ágata in "Querido Diário".
add a comment

Heart of mine
Be still…

Coincidentemente (coincidências? oi?) descobri essa música bem na terça que voltei do Rio Grande.

E desde então é ela que eu canto pra mim mesma várias vezes por dia, pra ver se o coração se aquieta…

Ô garota pra enjoar das coisas que sou eu. Só não enjôo mesmo é da tradução. Será que, fora isso, vai chegar o dia que até do Rio eu vou enjoar? Não tão cedo, de qualquer jeito, mas a idéia me assusta um pouco. Será que no fim da vida eu vou ser parte paulista, parte carioca, parte gaucha, parte mineira, parte baiana, parte tudo? Será que algum dia eu vou parar quieta com alguma coisa, em algum lugar?

Não sei. Sei só que voltar do Rio Grande me deixa feliz ainda por dias e dias…

Heart of mine
Go back home…

E quando esse que é o problema, quando a gente não tem casa pra voltar?

No fim das contas, não deve ser tão ruim assim ser um pouco cigana, vai XD

The moon is in your eyes Thursday, September 16, 2010

Posted by Ágata in "Querido Diário".
add a comment

Norah Jones, incenso, lua.

E isso já basta, né?

Ontem eu escrevi rindo como não fazia a muito tempo, por finalmente conseguir colocar pra fora pensamentos que eu sabia que eram ruins e errados mas que existiam, e como existiam, eu tinha que lidar com eles de alguma forma. Não acho que enterrar e fingir que não exista seja o jeito mais eficiente, porque eles sempre acabam saindo por comentários, aparecendo em pensamentos, atazanando… eu consegui escrever toda minha raiva. Toda minha vontade de gritar “mas você não  vê?!?”, toda minha vontade de parar de me sentir impotente por não fazer nem nunca ter feito nada.

Taí. Achei a solução praquela minha dificuldade com orgulho ferido.

Meu lugar eu sei. O que eu significo eu sei. E agora consegui pegar aquele espinho e transformar em algo ao mesmo tempo produtivo e inofensivo. Deu pra destilar toda a raiva e xingamento que eu poderia querer. E agora passou. Mais importante que tudo, o que me deixou mais feliz do que a quantidade de risadas que eu dei escrevendo, é que passou. Chega de achar coisa que não existe e sentir o que não presta.

Até porque também ajuda um pouquinho parar de complicar a vida dos outros, né?

Enfim, acho que é capaz desse post não fazer muito sentido, graças à noite de ontem, que pra uma terça-feira, foi boa até pra parametros de sexta XD

To-morrow, and to-morrow, and to-morrow Tuesday, September 14, 2010

Posted by Ágata in "Querido Diário", Citações.
add a comment

Tela do notebook desmontando; esmaga-esmaga no metro; ônibus de pé pra Letras; assustar professor; servir de despertador; tragédias gregas; “toda tragédia tem influência humana”; pathós, hybris e o desperdício de homens; saber que a faculdade tá bem melhor assim; frotinha and the use of articles; ter testemunhas que o inglês dela é fajuto; conseguir um orientador fucking awesome pra um trabalho mais fucking awesome ainda; quase-crise de riso por sms; ter testemunhas que as aulas de port são tortura; uma volta extra no interno; mcdonalds; palestra genial falando sobre grego e tradução; assistir ao Yuukale fazendo o escravo espertinho que foge com o dinheiro; criar finais pra comédias romanas; voltar pra casa morrendo; tomar um bom banho quentinho…

E, o mais importante,

Poder deitar na cama e desejar que o dia de amanhã seja tão bom quanto hoje.

Life’s but a walking shadow, a poor player
That struts and frets his hours upon the stage
And then is heard no more:
it is a tale
Told by an idiot, full of sound and fury

Como explicar? Sunday, September 12, 2010

Posted by Ágata in "Querido Diário".
add a comment

As vezes é só um sorriso, as vezes é só aquela energia daquele jeito, é só o pensamento “mas e se eu realmente fizesse isso? eu posso, não posso?”, as vezes é só a sensação de que aquilo é certo e bom de se fazer, fodam-se as possíveis consequências, foda-se todo o resto da vida, mesmo sem saber a teoria das suas motivações.

As vezes o momento just feels right.

Mas tudo bem… de qualquer jeito, ainda vai ser uma looonga semana, e depois dela eu vou estar em Porto Alegre e vou poder aproveitar a vida sem pensar em mais nada :)

Random thoughts Tuesday, September 7, 2010

Posted by Ágata in "Querido Diário".
add a comment

Pensamentos entre a Yin e a Guenhwywar.

Alguns dias são um pouco mais cinzas e melancólicos. Alguns dias eu tenho que me esforçar um pouco pra não deixar o pessimismo ganhar. Alguns dias a humanidade se mostra particularmente burra e isso é particularmente irritante.

Mas aí sempre passa.

Acho que o dia foi assim por ter acordado com alguns pensamentos e epifanias interessantes, mas não necessariamente animadores de primeira. Aceitar que eu nunca vou ser o sonho de ninguém pra perceber que eu não gostaria mesmo de ser o sonho de alguém. A vez que fui, a coisa me incomodou um bocado. Eu prefiro ser a realidade. Eu só tenho que esperar por alguém que queira que eu seja a realidade. Bah, moleza, né? XD

Ai ai. Pelo menos eu dou risada. Nem que seja de mim mesma ^^’

Lá lá lá Friday, September 3, 2010

Posted by Ágata in "Querido Diário".
add a comment

Da categoria de posts bobinhos e bons pra dias bobinhos e bons:

As vezes Deus manda um WIN pra gente. Perdi a aula de linguistica pra passar a manhã na fila do seguro desemprego, e descubro de noite que a professora faltou \o/

Situações impagaveis: ligar de tarde pra ver se consegue ir assistir Karate Kid com um amigo, ele não estar em casa, e assim que chega ele te liga perguntando se você não tá a fim de ir assistir Karate Kid

Quarta-feira é foda. Eu chego em casa e vou direto pro youtube catando bailarinas e musicas árabes. Dai que ontem baixei vários cds da Nancy Ajram. Dai que hoje não consigo tirar o maldito derbake de Shik Shak Shok da minha cabeça. Ele se entranhou no meu cérebro, juro. Socorro T_T

E não é que o filme do Karate Kid é mesmo bem maneiro? Me diverti muito XD

E um ligeiro note to self que é sempre bom repetir: mudar pro Rio foi mesmo a melhor coisa que eu já fiz na vida.

Pronto, é isso =)