jump to navigation

Assim Wednesday, March 17, 2010

Posted by Ágata in Poesia, Textos aleatórios.
trackback

Tem dias que são simplesmente assim – acordam já mais cinza que os outros, eu acordo mais sozinha que os outros, e parece que toda poesia do mundo não me basta.

Talvez ainda o Caeiro me dê um alívio na alma, e o Antoine me faça ter esperança (mas essas malditas flores, como são confusas!), e o Carlos me faça chorar. Talvez eu ache mais alguma coisa pra ler. Talvez eu nem tenha tempo de procurar.

Mas anyway, isso também vai passar.

E chove sem saber por quê..
E tudo sempre foi assim!
Parece que vou sofrer
Pirulin lulin lulin

Advertisements

Comments»

No comments yet — be the first.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: