jump to navigation

Feeling Monday, October 19, 2009

Posted by Ágata in Pensando..., Textos aleatórios.
trackback

Tem sido assim: eu no meio do trabalho penso numa frase e lembro de outra coisa e penso em como seria legal escrever um conto com isso. E aí eu vou lá e escrevo. Paro o trabalho no meio mesmo, mas vou lá e aproveito a idéia que veio. Ou então eu estou no meio de um jogo e penso que seria bom fazer uns dois arquivinhos, já que eles são tão pequenos, e vou lá e faço. Ou paro pra jogar uma horinha de WoW. Ou saio. Ou ligo. Ou coloco foto. Ou falo. Ou escrevo. Ou mando e-mail. Tudo, simplesmente porque deu vontade.

E tem sido bom, viu. Fazer as coisas baseado no feeling, na vontade de fazer ou não, na tal da suposta intuição que eu to treinando ou aprendendo a ouvir mais. Se bem que quanto ao resultado das ações, não é tanto nem intuição, é certeza: certeza de que o que quer que aconteça, seja lá o que dê, vai ser o melhor possível de acontecer, simplesmente porque eu fiz o que meu coração tava com vontade de fazer.

E por mim isso tem valido bastante, especialmente porque eu tô aprendendo muito a controlar meus sentimentos. Ei, calma, eu sei que a primeira vista as pessoas pensam que controlar os sentimentos é ruim. Bah, ruim é afogar os sentimentos. É querer fingir que eles não existem, é querer sufocar os sentimentos. Controlar, não. Descobrindo mais sobre mim, sobre o que eu acho, o que eu penso e o que eu sinto, eu aprendo também como é que eu funciono. E aí sei que se eu fizer assim ou assado, vai me deixar triste ou chateada, e aí não faço. Ou aprendo a não sentir o que eu não quiser sentir. É raiva? Out. Tristeza, inveja? Pra fora. Não tenho motivo pra sentir nada disso, então descubro os motivos de estar sentindo cada uma dessas coisas e os estraçalho em quinze minutos.

Vivendo a vida mais leve, fica mais fácil ver que as coisas nem sempre tem o peso absurdo que a gente dá pra elas. E quando as bobagens ficam levinhas, é só assoprar que elas vão todas embora.

Isso pode até parecer post de auto-ajuda, mas é que eu tô feliz. E me veio a idéia de escrever isso assim, aqui. Como eu disse, é feeling. É aprender a criar os melhores feelings possíveis e a invalidar os ruins. Veio a idéia porque eu fiquei feliz de hoje ter feito uma coisa boa, que eu espero que eu consiga fazer mais vezes, que é fazer sempre o melhor, e pensar sempre o melhor.

É isso que eu tenho feito da vida, pra quem interessar. Tenho jogado pensamentos e coisas ruins fora. Tenho feito tudo que me vem à mente. Tenho perguntando o que e quando acho que tenho que perguntar, tenho respondido o que e quando eu acho que devo responder. Tenho acompanhado. Ouvido. Falado. As vezes, simplesmente ignorado. Pulado pedras grandes no caminho ao invés de ficar carregando besteira. E, olha, pela quantidade de coisas fodaspracaralho que andam acontecendo… eu recomendo, viu? XD

Agora é trabalhar. E escrever. Me preparar pra ser chefa, que eu fui promovida no trabalho (\o/). Manter o quarto arrumado, me alimentar direitinho e tentar não faltar mais na academia. Aos pouquinhos, to fazendo de tudo.

E tenho ouvido a chuva. Bem hoje, que eu passei o dia inteiro sem música nenhuma me agradar. Só pra eu ouvir o barulho da chuva pela janela e sentir o vento frio entrando, pra sorrir com cada brilho de trovão que eu vejo pensando em como eu gostaria tanto de estar no Arpoador ouvindo o som do mar de noite, talvez vendo a lua e talvez sentindo uns borrifos de água salgada no rosto, enquanto o vento conversa só comigo e traz músicas cantadas ao meu lado. Ou vento a chuva, o reflexo dos raios no mar bravo e o som dos trovões vindo de longe. Ou mesmo ficar em casa, rolando na cama de um lado pro outro sem fazer nada, jogando conversa fora enquanto pingos entram pela janela.

Esse foi o sentimento que eu tive essa noite.

E foi bom =)

Advertisements

Comments»

1. Heidi - Wednesday, November 4, 2009

Oi menina!
Caramba, faz um tempão que eu tava curiosa pra vir aqui bisbilhotar seu blog (desde que vi o endereço no seu perfil)
Esse post aqui quase poderia ter sido escrito por mim, de tanto que me identifiquei.
Também aprendi a só sentir o que quero sentir e parar de pensar nas coisas que só vão me aborrecer sem me levar a lugar nenhum! A vida fica mais leve desse jeito!
Só a parte de manter o quarto arrumado é que não rola… minha evolução ainda não chegou num nível tão elevado!
=D
Também adoro ouvir o barulho da chuva quando estou em alto mar (quando estou de férias querendo ir à praia nem tanto!)

Esse seu blog foi um achado. Ja ta nos meus favoritos!
Beijoks!


Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: