jump to navigation

I’ve been here before a few times Wednesday, July 8, 2009

Posted by Ágata in Citações, Lembranças, Pensando..., What the fuck?.
trackback

E eu ainda ando nessa de nostalgia. Hoje organizei meu email, que eu já vinha querendo fazer tem tempo. E apaga email, e arquiva email, e achei palavras e fotos e coisas que eu nem lembrava que existiam (e isso pq eu fui organizar o agatasousa, imagina se era o outro). Andei até baixando CD do Blink. Tom, Mark e Travis, sempre :D

Aí achei aquelas fotos voltando da praia, quando eu acho que foi a última vez em que fomos a praia, que eu quase tive o nariz quebrado, e fiquei olhando pra uma delas. Estou olhando ainda. Não consigo deixar ela pra lá, não consigo deixar de sorrir quando a vejo.

Nós podemos ter sido um erro, mas fomos um erro bonito. Erramos com tudo que tinhamos direito. Fizemos uma bela história, fomos um pouco felizes que seja.

E eu me lembro que ontem de madrugada eu quase, quase te mandei uma mensagem, por conta de toda aquela conversa de noite com o Athos e conversas que eu tenho tido com a Rafa e scraps com o Thiago e emails do pessoal da Baratos e com eventuais recados e mensagens de pessoas que me fazem voltar a acreditar um pouquinho que pessoas podem ser especiais pra sempre. Porque eu além de tudo tenho pensado em alguma coisa de futuro, de como vou ter que enfrentar algumas coisas nessas férias. E tenho pensado também quanto foi boa e bem acompanhada minha adolescência, e foi boa por conta de tanta coisa, e eu quis falar que mesmo que você não olhe mais na minha cara, mesmo que talvez nunca mais volte a olhar, mesmo que você possa estar interessado em outras pessoas e mesmo que eu esteja interessada em outras pessoas, você ainda é especial. Acho que sempre vai ser. Sempre vai ser parte de mim.

Mas não mandei, porque sabia que você não ia responder. Talvez, nem ler. E, se lesse, talvez pensasse só em “o que eu fiz pra merecer essa garota que não me deixa em paz de uma vez por todas”. Não sei. Acho que, simplesmente, tem coisas nas quais não vale a pena remexer. Buracos em que não vale a pena futucar.

Eu até queria dizer que escrevo um post assim pra querer fazer ciúmes, mas sei que não é verdade. Não quero fazer ciúmes, não quero parecer fazer exigências, não quero tentar obrigar algo. Estou nessa por minha conta e risco, e prezo essa amizade acima de tudo tanto quanto você (e aqui o você é outro que o ‘você’ dos parágrafos acima). No fundo acho que você vai entender mais ou menos o que eu quis dizer sobre isso tudo da nostalgia. Acho que você também deve sentir isso de alguma forma, com mais ou menos frequência. Talvez com mais frequência do que eu imagine. Ou talvez, e mais no fundo ainda eu penso que pode ser isso, você nem se importe, mesmo se eu quisesse criar uma ceninha qualquer.

Eu ando pensativa. E emocionada, devo dizer. Com a vida, com a minha vida. Tanto, tanto, que tento transbordar sentimento por todos os poros, de tanto espanto de alguém que olha pra mi mesma de cima e fica abismada de onde está, e de onde mais pode ir.

Tem tanta coisa boa acontecendo, eu tô tão, tão feliz, que se de alguns textos meus já transbordou dor, desses eu queria que transbordasse amor. Não o amor formato-de-caixinha. Mas esse meu. Que pode até me doer e as vezes dói mesmo, mas é meu e é intenso. Por estar cercada das pessoas que me cercam, de estar aonde eu estou, de ver o que eu vejo, de querer o que eu quero, de sentir o que eu sinto. Desculpa se nisso que as coisas transbordam elas acabam acertando gente que não gostaria de ser acertado.

E ainda, um último pensamento sobre essa coisa toda de nostalgia:

Há uma saudade sábia, que deixa as coisas passarem, como se não passassem. Livrando-as do tempo, salvando a sua essência da eternidade. É a única maneira, aliás, de lhes dar permanência: imortalizá-las em amor. O verdadeiro amor é, paradoxalmente, uma saudade constante, sem egoísmo nenhum

(aqui)

Advertisements

Comments»

No comments yet — be the first.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: