jump to navigation

O Monarca do Vale – Neil Gaiman Thursday, January 29, 2009

Posted by Ágata in Citações.
Tags: , , , , , , , ,
trackback

Ele não sabia direito o que estava procurando. Só sabia que ainda não tinha encontrado, embora houvesse momentos, nas terras altas, nos penhascos e nas cachoeiras, nos quais aquilo de que ele prescisava parecia estar por perto – atrás de um bloco de granito ou no bosque de pinheiros mais próximo.
(…)
Ele estava inquieto. À noite, sonhava com rodovias, sonhava que chegava aos limites iluminados em néon de uma cidade onde todos falavam inglês. Às vezes era no Meio-Oeste, às vezes na Flórida, outras na Costa Leste, outras na Oeste.
Quando desceu da balsa, ele comprou um livro de passeios turísticos, pegou uma tabela com o horário dos ônibus e caiu no mundo.

(in Coisas Frágeis)

Advertisements

Comments»

No comments yet — be the first.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: