jump to navigation

Taste it Tuesday, September 30, 2008

Posted by Ágata in Lembranças.
trackback

… and then forget it

amo minha solidão porque todos sempre vão embora, só ela fica comigo

Advertisements

Comments»

1. Nathasha - Thursday, October 2, 2008

Não é pra levar a solidão do Rainer Maria Rilke tão a sério!
Pra descontrair, cante comigo:

“De que me adianta, viver na cidade, se a felicidade não me acompanhar?
Adeus paulistinha, do meu coração,
Lá pro meu sertão eu quero voltar!
Ir de madrugada, quando a passarada,
fazendo alvorada começa a cantar.
Com sartisfação, arreio o burrão e vou caminhar…”

Viu, como um sertanejo te faz rir? Detalhe: note que eu NÂO copiei a letra e colei, veio tudo da cabeça.
È muito Jaboticabal pra uma pessoa só.


Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: