jump to navigation

O tempo não pára Tuesday, April 1, 2008

Posted by Ágata in Pensando....
trackback

E nós já estamos em abril, mês 4.

Eu sei, também fiz um post pasma quando entramos em março. Mas, bom, março ainda está um pouquinho no começo, né? Ainda é o first quarter, o primeiro trimeste contábil. Abril já é o segundo, já é quase metade do ano!

E eu me espanto assim porque por aqui ainda não parece exatamente que o ano começou. Por enquanto, parece que tem sido quatro longos meses de preliminares (ui!) pra algo que ainda está por vir, por começar – só não me pergunte o que. Vai ver é porque até hoje a vida sempre foi organizada em períodos letivos, só via o tempo passar conforme as aulas iam passando e as provas chegando. Eu nunca tinha passado um tempo assim sem aulas, talvez seja isso.

Mas pelo menos numa questão pessoal, eu posso não dizer nem sobre o tempo, mas melhorias tem sido vistas. Muitas… claro, cada vez que alguma coisa parece que se resolve, eu descubro outra área problemática, como sempre, mas o sentimento que está por aqui é de que o pior já passou, e eu estou returning by the way I came. Without looking back. Eu sei que ainda não acabou, que ainda não estou 100%, mas sei também que o ciclo finalmente está se fechando. Não é agora, mas está perto.

Outra coisa notável desse ano está sendo a correria. Nossa! Parece que estou sempre pra trás de mim mesma. Sempre tem algo que eu deveria estar fazendo que já está atrasado, e que vai consequentemente atrasando as coisas que teriam tempo, e assim num ciclo terrível. Agora, por exemplo, eu deveria estar fazendo outra coisa. Quando não é trabalho, é a roupa pra lavar, uma carta prometida pra escrever, uma planilha pra preencher, o dentista pra marcar, ir ao médico, e arrumar o quarto eu juro que já até desisti. Já dei um jeito de lidar com a ansiedade (“e essa ansiedade? Vai melhorar, né?” me disseram no fim do ano passado), agora só falta dar um jeito de colocar todas as coisas em dia. Vou ver se tiro abril pra fazer isso. Tenho que tirar abril pra fazer isso, né? Me colocar em dia comigo mesma.

Ufa, prevejo que vai dar trabalho…

Advertisements

Comments»

1. kuinzytao - Wednesday, April 2, 2008

:D Tenho um amigo que disse:
Incrível, eu medi o tempo. Segundo meus cálculos, o dia não tem mais 24 horas. Tem 17hs e tantos minutos e …. segundos e ….. milésimos ….; Como é um arquiteto louco por matemática, não tenho como checar seus cálculos, então parei e fiquei elaborando o impacto de sua afirmação. Tive que concordar, da forma como eu sinto, o tempo me parece acelerado. Tipo assim… quase umas 8 horas menos do que eu necessito. Perguntei a ele: Esse retardo funciona como? As leis naturais me tornam mais lenta, a gravidade está maior e me prende? Qual o agente?
Resposta: Uhmm, vai embora, vou recalcular tudo de novo e quando fizer sentido nos falamos. Faz um tempo já, ainda não nos falamos.


Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: